Usina dos Atos

Nossas Ações

banner-acoes-1.png

Intervenção: Consumo e Inclusão


 06 de Outubro 2016     Artístico
Intervenção: Consumo e Inclusão

A Virada Sustentável de São Paulo é um movimento de mobilização colaborativa em prol de ações mais sustentáveis por parte da sociedade e organiza o maior festival do tema no Brasil. A concepção da Virada 2016 foi baseada nos 17 objetivos do Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU, que são também os princípios que regem os projetos realizados pelo grupo. A Usina dos Atos recebeu o convite para participar e escolheu como opção de recorte para trabalhar o Consumo e a Inclusão social. A partir daí, a Usina dos Atos convidou 10 ex-educandos do Projeto 1ª CENA, para formar esse Clube de Atividades sobre Consumo e Inclusão Socia. Após algumas reuniões e muita pesquisa, foram desenvolvidas cinco intervenções, que deveriam acontecer simultaneamente no mesmo espaço, para apresentar no evento. O nosso usineiro Caio César destacou que o objetivo era trabalhar com a interação do público.

"A ideia era que o público pudesse andar pelo espaço e interagir com os atores em cena, como se fossem parte da ação. No centro do espaço nós tínhamos uma intervenção que retratava a mídia, os meios de comunicação, como propagadores de valores, ideias e conceitos estéticos. Três atores estavam diretamente conectados aos diferentes veículos de comunicação, consumindo seus produtos e ideologias. Conectados essa intervenção central, tínhamos mais 4 intervenções nas laterais da sala: sobre consumo de sapatos e bolsas; consumo de produtos de estética/beleza, como maquiagem e outros itens para cabelo, consumo de roupas, acessórios, itens de vestuário em geral e uma última intervenção sobre a condição dos moradores de rua, pessoas invisíveis nessa sociedade de consumo", explica.

A intervenção voltada para a condição dos moradores de rua tinha como objetivo propor um contraponto. "Diante das outras instalações, essa última propunha mostrar que vivemos numa realidade desigual, pouco justa e que a busca pela sustentabilidade passa necessariamente por garantir os direitos mínimos para cada cidadão", afirma. E a amplitude da abordagem realizada pelo grupo vem uma identificação anterior com o tema. "Essas foram as nossas opções de recorte, porque são temas que já foram trabalhados/pesquisados pelo coletivo, na 3º edição do Projeto 1ª CENA, com os quais nos identificamos e temos o que compartilhar", conta Caio.

Quando questionado sobre a importância de falar com o público em geral sobre Consumo e Inclusão Social, Caio ressalta o consumo desenfreado que existe atualmente e o quanto isso tem afetado as relações na sociedade. "Acredito que precisamos estar mais atentos ao consumo desenfreado, presente em nosso dia a dia. Isso tem nos levado para relações pouco sólidas, menos humanas, falta empatia, alteridade. Nossos desejos não podem se sobrepor a natureza. É preciso ser consciente. Nossa intervenção vem provocar essa reflexão, discutir a importância do olhar, do sentir, em detrimento das ações mecânicas do dia a dia, do amor Institucionalizado. É preciso se adequar ao mundo, entendendo que ele passa por transformações constantes, inclusive por conta das nossas intervenções", comenta.

O ex-educando Petrick Sepulvida, um dos integrantes das intervenções realizadas, também falou sobre a importância desse assunto no dia a dia. "Eu gostei muito de ter participado dessa intervenção, porque o tema é interessante e algo bem visível no nosso dia a dia, um ciclo vicioso que se realiza diariamente e muitas vezes não percebemos. Temos que tratar desse tema mais vezes para conscientizar todos, afinal toda ação gera uma reação e, nesse caso, a reação age no nosso planeta", disse.

O trabalho constante com o assunto, na opinião do Caio, pode auxiliar as pessoas a desmistificar a ideia de que sustentabilidade tem relação só com o meio ambiente. "Esse é um conceito muito maior, mais abrangente. Creio que os 17 objetivos da ONU vem pra esclarecer esse conceito. A sustentabilidade é o futuro, pensar de forma sustentável, é pensar global, é ter um olhar empático, é pensar além do próprio umbigo, entendendo que o mundo não gira ao nosso redor, das nossas questões. Compreender a dimensão desse tema e seus desdobramentos é ter uma visão holística, é permitir que o mundo possa seguir outro curso que não seja o da destruição, mas sim o da conjunção de forças e diferentes espécies".

O Caio, ao lado da Luana Carvalho, foram os reponsáveis pela direção desse Clube de Atividades e ressaltam o quanto foi construtivo para o grupo poder participar desse evento. "Foi muito rico participar da virada sustentável, realizada pelo CEU Inácio Monteiro, primeiro pela experiência de executar uma intervenção com essa temática, propiciar o debate e a reflexão por parte da comunidade. Depois porque o CEU é nosso parceiro e acreditamos que trabalhar conjuntamente, para promover mudanças, é sempre um caminho muito potente. Diversas instituições, públicas e privadas participaram da organização da Virada, com quem pudemos trocar informações e conhecimentos", finaliza Luana Carvalho.

*Confira as fotos e vídeo abaixo!!

Clube de Atividades

O Clube de Atividades é um espaço de criação e produção coletiva para projetos temáticos independentes e tem por objetivo fomentar a aplicação de conhecimentos e experiências já adquiridos, por diferentes atores sociais de uma determinada comunidade, bem como o desenvolvimento de novas habilidades, tendo por base um processo de interação e troca permanente.

Além disso, é também um espaço para profissionalizar os jovens que participam do Projeto 1ª CENA, que terão a oportunidade de ocupar os espaços do Clube de Atividades para produção autorais e até mesmo para participar de projetos desenvolvidos por nossa equipe. O resultado desses processos servirá de portfólio e experiências para todos os envolvidos.

Aviso! Nenhuma foto foi adicionada!


 Voltar